Embraer: fabrica na China deve ter resolução até março

Embraer Legacy 600

A Embraer espera que até março a questão de sua fábrica na China esteja resolvida. “Estamos em fase final de negociação com o governo chinês. Acredito que teremos uma resolução positiva ate o final do primeiro trimestre”, afirmou hoje Frederico Curado, presidente da Embraer.

No último mês de abril, durante visita da presidente Dilma Rousseff à China, a Embraer fechou acordo para produzir no país o jato executivo Legacy 600, o que evitaria o fechamento da fábrica que a companhia possui desde 2002 na cidade de Harbin, em parceria com a estatal Aviation Industry Corporation of China (Avic).

Anteriormente, a Embraer produzia no local o modelo 145, para o segmento de aviação comercial, mas a China, que está incentivando o desenvolvimento da sua indústria de aviação, não quis que a empresa continuasse produzindo no país aeronaves comerciais.

Curado também disse que não há uma previsão de quando sairá o resultado da concorrência da qual está participando nos Estados Unidos. “Estamos de dedos cruzados, mas não tivemos nenhuma indicação de quando sairá o resultado”, afirmou.

A Embraer disputa um contrato que pode chegar a cerca de US$ 1,5 bilhão com o governo americano. A empresa participa com seu A-29 Super Tucano de uma concorrência para fornecer aviões leves para o Departamento de Defesa dos Estados Unidos. Inicialmente, seriam 20 unidades, mas o número pode crescer para cerca de 100 aviões.

A Embraer provavelmente está sozinha nessa disputa – o governo americano não confirma se ela é a única finalista -, já que há cerca de um mês a Força Aérea dos Estados Unidos (USAF, na sigla em inglês) eliminou o avião AT-6 Texan II, da americana Hawker Beechcraft, da disputa para o programa Light Air Support (LAS), do Departamento de Defesa.

A versão básica do Super Tucano custa entre US$ 10 milhões e US$ 15 milhões. Se vencer essa concorrência, a venda para o governo americano seria a maior de aviões Super Tucano já realizada pela Embraer desde o seu lançamento.

A Embraer, porém, está sendo investigada pela Securities and Exchange Comission (SEC, a comissão de valores mobiliários dos Estados Unidos) por possível descumprimento de leis contra prática de corrupção no exterior. Se condenada, pode ser impedida de vender aviões para o governo americano, já que uma das penalidades é a proibição de fazer negócios com o governo dos Estados Unidos.

Fonte: Agencia Estado

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s