GRU: Consórcio vencedor pode decidir pela retomada do projeto da terceira pista

 

Descartada pelo Governo Federal em 2007, o projeto para a construção da terceira pista do Aeroporto Internacional de Guarulhos pode ser retomado com o processo de privatização, caso o consórcio vencedor do leilão entenda que ela possa ser viável economicamente. O maior entrave, segundo o HOJE apurou, é o alto número de desapropriações no entorno do Aeroporto, por volta de 5 mil famílias

Segundo o presidente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Gustavo do Valle, não existe uma decisão final do governo de que a obra não seja realizada, mas ele ressalta que o projeto não faz parte do processo de concessão. “Nada impede que a concessionária queira realizar a construção, mas a comunidade deve participar, uma vez em que o projeto exige uma grande desapropriação”, ressaltou.

A desapropriação em questão refere-se a uma área do Jardim Novo Portugal. Há cerca de 40 anos, o local abriga aproximadamente cinco mil famílias. No final de 2011, o Governo Federal confirmou a retirada de 348 imóveis até o dia 30 de novembro deste ano. No entanto, o prefeito Sebastião Almeida garantiu que a remoção das famílias não poderá ser feita antes que a Infraero ofereça outra opção de moradia.

“Não se pode simplesmente retirar os moradores de lá sem oferecer outra opção de moradia digna”, diz ele. Almeida defende ainda que a estatal ofereça um valor cabível para os imóveis, tanto para os moradores que se mudarem para outros locais quanto para os que optarem por programas habitacionais municipais.

Construção é discutida desde a década de 80

A construção da terceira pista foi planejada desde os anos 80, mas nunca saiu do papel e também não consta nos projetos de expansão, que deverão obrigatoriamente, serem concluídos até a Copa do Mundo, em 2014. Segundo a Infraero, as próximas ações serão as obras de terraplanagem do Terminal 3, previstas para em setembro, e o projeto básico para a construção do mesmo terminal, em abril.

Já os investimentos da Invepar, que somam R$ 1,38 bilhão, serão de ampliação e revitalização do sistema de pista e pátio, construção de pistas de táxi e de saída rápida, implantação da segunda fase do Terminal 4 e a construção do Terminal 3.

Fonte: http://www.guarulhos…ia.php?nr=45655

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s