A volta do gigante

Airbus A380

Nesta semana, o maior avião de passageiros do mundo, o Airbus A380, está de volta ao Brasil. Em sua primeira passagem pelo país, há cinco anos, o gigante europeu levou centenas de entusiastas ao aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, e desta vez não será diferente.

Mais de cem pessoas, incluindo este que escreve, já confirmaram presença no evento criado no Facebook (sim, foi criado um evento…Esses avgeeks são assim mesmo), e muitas outras estarão em Guarulhos, Viracopos e Galeão a espera do A380, que estará em terras tupiniquins antes de ir para a FIDAE 2012, no Chile.

No entanto, mais do que um simples translado Europa-Chile, a visita do novo rei dos céus esconde algo mais importante. Diversas fontes nos bastidores afirmam que o principal motivo da passagem do A380 pelo Brasil se chama Emirates.

A empresa de Tim Clark já declarou há algum tempo seu interesse de voar para São Paulo como seu mais novo brinquedo. No entanto, devido à falta de infraestrutura adequada para receber o avião e o grande número de passageiros que comporta, a empresa só recebeu autorização da ANAC para operar em Guarulhos fora dos horários de pico, onde há maior concentração de voos e passageiros.

Bom, ao que parece, a rota São Paulo-Dubai vem trazendo resultados tão bons para a Emirates que a mesma decidiu mesmo abrir mão de horários mais agradáveis para seus clientes e trazer o gigante de 517 assentos para cá, aumentando a oferta na rota em quase 20%, e passando a oferecer um produto com qualidade superior a todos os outros oferecidos por aqui.

Pois bem, devido a isto, o A380 passará por Guarulhos, Viracopos e Galeão para a realização de testes operacionais. Se ocorrerem bem, é bem provável que comece a operar por aqui antes do fim do ano, e também que atraia outros operadores do modelo para cá, pois se sabe que a Lufthansa já declarou que poderia trazer o avião para São Paulo num futuro próximo, e que a Air France tem demanda suficiente para operá-lo no Rio de Janeiro.

A questão principal, no entanto, ainda é a infraestrutura. O aeroporto de Guarulhos e o Galeão não estão totalmente adaptados para receber uma aeronave deste tamanho (estão longe disso, na realidade), e a operação do A380 aqui, caso venha mesmo a ser realizada, seria com aquele jeitinho brasileiro, na base do improviso. A prova disso é a restrição da ANAC para operações em horários mais movimentados.

Fato é que só saberemos mesmo se a Emirates será a primeira empresa aérea a operar o Airbus A380 no Brasil após a realização dos testes. Enquanto isso, estaremos nós, apaixonados por aviões, lá em Guarulhos, Viracopos e Galeão na quinta, registrando a volta do gigante ao país.

Aidan Formigoni

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s