Governo apresenta plano para reforma de aeroportos e pistas de pouso na Bahia

 

Por meio da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), o governo estadual apresentou o Plano de Desenvolvimento Aeroportuário da Bahia, em seminário nesta terça-feira (20), no auditório da Secretaria da Agricultura (Seagri), no Centro Administrativo, aos representantes municipais, profissionais e empresários do transporte aéreo.

Segundo o chefe de gabinete da Seinfra, Marcus Cavalcanti, a ideia é estruturar uma rede de aeroportos e pistas de pouso que chegue a todo o estado e atenda ao crescimento da demanda por voos regionais, que foi de 40% nos últimos anos. “Entre as prioridades, para o governo, estão o aeroporto de Vitória da Conquista, a ampliação do equipamento de Barreiras e a concessão do aeroporto de Feira de Santana, que deve acontecer em abril próximo e por onde devem passar oito mil passageiros até o segundo ano de funcionamento”, afirmou Cavalcanti.

Ele explicou que, para que isso ocorra, a Secretaria de Infraestrutura vai recuperar pistas de pouso e salas de embarque, comprar equipamentos de segurança e regularizar a situação dos aeródromos junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e aos órgãos ambientais. “Com isso haverá mais facilidade no transporte de mercadorias no interior do estado, assim como o melhor deslocamento das pessoas que precisam de atendimento médico, beneficiando também o transporte de malotes bancários”, disse o chefe de gabinete, destacando que o investimento é de R$ 150 milhões, com recursos dos setores público e privado.

Para o vice-prefeito de Vitória da Conquista, Ricardo Marques, a interligação com os municípios vizinhos e com Salvador é necessária. “É fundamental, e temos uma expectativa muito grande. Afinal, o aeroporto vai atender a, pelo menos, dois milhões de pessoas de toda a região sudoeste do estado”.

Reconhecimento da Anac

Com 79 aeródromos, a Bahia é o primeiro estado do Brasil a apresentar um plano de desenvolvimento aeroportuário. A iniciativa tem o reconhecimento da Anac e vai fortalecer o setor de transporte aéreo na Bahia, de acordo com o diretor de Infraestrutura da agência, Rubens Alves. “Vejo como um marco histórico da Bahia, que sai na frente. O setor aéreo precisa de planejamento e tenho certeza que isso mostra a boa intenção de fazer um projeto consistente e integrar o estado pelo modal aéreo, significando mais empregos e desenvolvimento”, declarou o diretor.

Fonte: http://www.tribunada…?idAtual=109384

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s