Avianca se reestrutura e apresenta novos executivos

 

Avianca Brasil | Airbus A318 @ SBGR

Coordenado interinamente por Tarcísio Gargioni há dois anos, a diretoria comercial da Avianca já tem um responsável. Desde a semana passada, essa função está sendo exercida por Rodrigo Napoli. “Mudamos nossa estrutura para fortalecer nosso relacionamento e vendas com os agentes de viagens”, afirmou Tarcísio Gargioni, vice-presidente comercial e de marketing da Avianca, ao apresentar oficialmente nesta quarta-feira (11/04) em São Paulo o novo executivo. Napoli tem 15 anos de experiência na área comercial da hotelaria e atuou em hotéis de São Paulo de categoria upscale. “Sempre tive o sonho de trabalhar na aviação. É um desafio novo, onde servirei de suporte para as ações de Tarcísio no Brasil, consolidando a Avianca no mercado”, disse Napoli. Entre as metas do novo diretor comercial da Avianca está crescer a participação da venda indireta dos bilhetes aéreos. Atualmente, entre 40% e 60% da comercialização das passagens da Avianca é feita via agência de viagem. A proposta é aumentar esse número para até 70% ainda este ano.

Sob a supervisão de Napoli estarão agora sete gerências regionais. São elas: Sul (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná); São Paulo; Rio de Janeiro, Espírito Santo, Belo Horizonte; Oeste  (Campo Grande, Cuiabá, Porto Velho); Brasilia. A região Nordeste foi desmembrada em duas gerências. A primeira ficará sediada em Recife e cuidará das operações na capital pernambucana, Juazeiro do Norte, Fortaleza, Natal e João Pessoa. A segunda estará localizada em Salvador e cuidará das atividades da Avianca na capital baiana, em Aracaju, Petrolina, Ilhéus e Maceió. A gerência oeste já tem seu novo gerente. Rodinei Correa assume o cargo de gerente comercial regional oeste da Avianca. “Tenho uma grande missão pela frente. A Avianca ainda tem muito a desenvolver no centro-oeste do país”, comentou Correa. O executivo tem 37 anos de experiência, sendo que nos últimos dez anos atuou na Gol Linhas Aéreas. A gerência de São Paulo continua sob o comando de Pedro Sorrentino. “Mais de 40% de nossa receita ainda está em São Paulo”, lembrou Gargioni.

Até o final de 2012, a estimativa da Avianca é realizar 200 voos por dia – hoje esse índice está em 147 voos diários – com a entrada de novos aviões e com a ampliação da malha aérea. Na primeira quinzena de setembro, a companhia inicia frequências para Maceió. Paralelamente, novos voos serão acrescidos nas rotas já existentes. Natal e João Pessoa ganharão mais uma frequência cada um. Ao todo, a Avianca opera em 22 destinos e em 24 aeroportos. “Essa expansão será reforçada com a chegada do sexto A318 no final de maio. Até 2013, iremos receber mais 10 aeronaves A318”, destacou Gargioni. A Avianca já conta com uma frota de três A319, cinco A318 e quatro A320. Os 14 modelos de Fokker MK 28 da empresa sairão definitivamente de operação em 2013. “Em nossos quatro A320 oferecemos 172 assentos e mantemos uma ocupação de 85%”, completou. Na projeção anual, a Avianca espera encerrar 2012 com uma média de ocupação de 76,03% e uma receita de 65% “É uma meta ousada, uma vez que o mercado de aviação por si deve crescer de 7% a 9% este ano. Portanto, vamos continuar com o pé no acelerador”, justificou.

Apenas nos dois primeiros meses do ano, a Avianca cresceu 101% em oferta de assentos e 94% em receita por passageiro se comparado ao mesmo período do ano anterior.  A Avianca acumula, atualmente, um market share de 4.78%. “Pretendemos chegar aos 5,4 milhões de passageiros transportados e 31 aeronaves, sendo 17modelos Airbus”, acrescentou o vice-presidente. Além de oferta aérea, a Avianca aposta em ações de marketing e na atualização do site de vendas para a conquista de mais clientes e receita. Lançado no final de março, o site – http://www.avianca.com.br já obteve um crescimento de 35% em visitantes. O Programa Amigo, por sua vez, ganhará incentivos com a entrada de novos parceiros. “Estamos negociando a entrada de hotéis”, adiantou Gargioni, lembrando que a previsão é ter 1,2 milhão de membros até o final deste ano e chegar a 2,1 milhões em 2013.

Cargas

A divisão de cargasa passa a ser uma das prioridades da Avianca em 2012. A companhia aérea contratou Anselmo Mastandrea para ocupar a gerência operacional de carga aérea. “Vamos dobrar o volume de carga transportada este ano”, disse Mastandrea. No ano passado, a Avianca Cargo faturou R$ 21 milhões. Para este ano, a perspectiva é alcançar a marca de 41 milhões. Para isso, a empresa já planeja incluir em seu portfólio novos produtos como a carga expressa e já vem aumentando sua equipe de colaboradores. Somente no call center de cargas, cinco novos funcionários integraram o quadro. Para as operações nos aeroportos, mais 12 empregados foram contratados. Essas mudanças aconteceram nos últimos 30 dias. “Com a chegada de novas aeronaves Airbus vamos conseguir transformar o espaço do porão em receita. A carga é fundamental para o equilíbrio econômico da Avianca”, explicou Tarcísio Gargioni.

Fonte: www.mercadoeeventos.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s