Lucro da Embraer cai 36% no primeiro trimestre do ano

Embraer Legacy 600

A Embraer, terceira maior fabricante mundial de aviões comerciais, encerrou o primeiro trimestre de 2012 com lucro líquido de R$ 111,2 milhões, queda de 36,2% em relação ao mesmo período do ano passado.

O aumento da despesa de imposto e as despesas financeiras no período pesaram no resultado final. O pagamento do imposto e contribuição social no trimestre totalizaram despesa de R$ 26,7 milhões, de acordo com a Embraer. No mesmo período de 2001, essa coluna havia proporcionado uma receita de R$ 4,2 milhões.

“Essa diferença advém principalmente do impacto dos dividendos pagos sob a forma de juros sobre o capital próprio, que são dedutíveis de imposto. Essa distribuição ocorreu durante o primeiro trimestre de 2011 onde nesse mesmo período houve uma redução da despesa do Imposto de Renda apurado pela Empresa”, explicou a Embraer, em comunicado.

A receita líquida da companhia totalizou R$ 2,049 bilhões, alta de 16,66% ante os mesmos meses de 2011, “resultado esse alcançado devido ao maior número de aeronaves entregues e ao mix de produtos mais favorável”, segundo a empresa, que citou ainda a apreciação do dólar frente ao real para o aumento da receita.

A aviação comercial respondeu por 65,7% da receita trimestral da companhia, abaixo dos 71,2% observados no mesmo período do ano passado. Enquanto isso, a participação da área de defesa e segurança cresceu de 16% para 20,1%. A aviação executiva ampliou participação na receita, de 11% para 13,2%.

O Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) totalizou R$ 263,8 milhões, crescimento de 1,54% na comparação anual.

No primeiro trimestre, a Embraer entregou 34 aeronaves, sendo 21 para o segmento comercial e 13 para aviação executiva. No fim de março, a carteira de pedidos firmes da empresa totalizava US$ 14,7 bilhões.

DÍVIDA SOBE E CAIXA MOSTRA RECUO

A Embraer fechou o trimestre com dívida de R$ 3,622 bilhões, alta de R$ 512,6 milhões, na comparação anual. Esse aumento se deu principalmente pelo aumento nas dívidas de curto prazo, que totalizaram R$ 960,1 milhões, disse a Embraer.

“O aumento da dívida total da empresa foi resultado do aumento da necessidade de capital de giro nas operações diárias da companhia”, afirmou a companhia.

Com o aumento das dívidas de curto prazo, o prazo médio de endividamento no trimestre caiu de 4,8 para 4,2 anos. Mesmo assim, o prazo manteve-se dentro do perfil do ciclo do negócio da empresa.

O caixa líquido ao final do trimestre era de R$ 549,9 milhões, queda de R$ 286,3 milhões em relação à posição do final de 2011. Tal redução, explica a companhia, foi ocasionada pelo aumento da conta de estoques e parcialmente compensado pelo aumento da conta de fornecedores.

As ações da Embraer fecharam a sessão de quinta-feira em queda de 0,25%, a R$ 16,26, enquanto o Ibovespa, índice das principais ações da Bolsa, avançou 0,72%.

Fonte: Reuters

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s