A estratégia da Passaredo para enfrentar as grandes da aviação

 

Embraer ERJ-145 da Passaredo @ SBGR

“Não pretendemos reinventar a roda”, dispara José Luís Felicio Filho, presidente da Passaredo Linhas Aéreas. Na última semana, o executivo anunciou a compra de 14 aeronaves para duplicar sua frota até 2015 e falou com exclusividade ao BRASIL ECONÔMICO sobre os planos para a companhia, que deve apresentar seu primeiro resultado positivo neste ano e afirmou: “a Passaredo não está à venda.”

O executivo comanda a empresa de forma literal. Comandante Felicio é presidente da l companhia desde 2004 e aguarda a frota nova para começar a pilotar. “Atualmente voo cerca de duas vezes por mês por hob-by,mas vou me inscrever na próxima turma do curso de pilotos da empresa e quero pilotar nossos jatos em voos regulares”, diz ele, que trabalha na empresa desde os dezoito anos. Ó comandante espera a nova frota de ATR 72-600 com a matemática na ponta da língua.

Os planos, até 2015, incluem dobrar o número de destinos e o número de passageiros, além de triplicar o quadro de funcionários. A nova frota de ATR demandou aporte de US $ 450 milhões e quatro aviões da franco-italiana chegam ainda este ano. A escolha dos turboélices faz parte da estratégia da empresa, de transporte regional, de curta distância. “Estudei a fundo o mercado americano de aviação e quero colocar algumas ideias em prática aqui no Brasil”, diz o comandante Felicio, que descarta comparações com as empresas de aviação regional no país, como as recém novas parceiras Azul e Trip. “Eles não fazem apenas aviação regional”, ressalta o comandante, lembrando da parceria comercial com a Gol.

Para crescer, o comandante e aposta em destinos nas regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste. “Queremos ser opção para os clientes que usam ônibus e até mesmo barcos, caso de muitos destinos no extremo norte do país, Vamos popularizar ainda mais a aviação”. Atualmente a Passaredo atende 26 destinos, o objetivo é chegar a 50 em 2015. Para viabilizar o que chama de popularização da aviação, a Passaredo trabalha para oferecer linhas de crédito aos passageiros. “O plano é baixar os preços com a maior oferta de assentos possibilitada pela nova frota”.

A Passaredo transportou cerca de l milhão de passageiros em 2011 e espera chegar a 1,2 milhão neste ano. Para 2015 a meta é chegar a 2 milhões de clientes.

Fonte: www.jetsite.com.br

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s