Demanda de aéreo doméstico cresce 6,2% em agosto

A demanda do transporte aéreo doméstico de passageiros (passageiros-quilômetros pagos transportados – RPK*) cresceu 6,72% em agosto, em relação ao mesmo mês do ano passado. Já a oferta (assentos-quilômetros oferecidos – ASK**), aumentou 0,6% no mesmo período. O resultado da oferta interrompe a série de crescimento superior a 10% para o mês de agosto, verificada nos cinco anos imediatamente anteriores (13,44%, 19,22%, 19,69% e 10,10% e 21,86% em agosto/2011, 2010, 2009, 2008 e 2007, respectivamente).

A demanda acumulada janeiro a agosto cresceu 7,26%, em relação ao mesmo período de 2011. A oferta subiu 6,51%. No mercado do transporte aéreo internacional de passageiros, a demanda das empresas aéreas brasileiras teve redução de 2,65% em agosto de 2012, comparada ao mesmo mês de 2011. A oferta registrou queda de 3,77% no mesmo período. No acumulado de janeiro a agosto de 2012, houve crescimento da demanda em 0,18%, enquanto a oferta registrou redução de 2,05% quando comparada com o mesmo período de 2011.

Entre as seis empresas que apresentaram participação no mercado doméstico superior a 1% (em RPK), Avianca e Trip destacaram-se com as maiores taxas de crescimento da demanda em agosto de 2012 quando comparadas com o mesmo mês de 2011, da ordem de 53,12% e 45,77%, respectivamente. O Grupo Tam, que reúne as operações das empresas Tam Linhas Aéreas e Pantanal Linhas Aéreas,  teve crescimento de 12,58% na demanda doméstica de agosto de 2012, quando comparado com o mesmo mês do ano anterior, e redução de 2,02% na demanda internacional. No mesmo período, a empresa aérea Gol registrou redução de 6,32% na demanda doméstica e ampliação de 4,60% na demanda internacional.

Market Share

A participação no mercado doméstico das empresas de menor porte cresceu 11,7% em agosto de 2012.  Com esse aumento o market share dessas empresas passou de 22,7% em agosto de 2011 para 25,3% no mesmo período deste ano. Entre as 6 empresas que apresentaram participação no mercado doméstico superior a 1% (passageiros-quilômetros pagos transportados – RPK), Avianca e Trip registraram o maior crescimento na participação de mercado em agosto de 2012 quando comparada com o mesmo mês de 2011, tendo passado de 3,56% para 5,10% (crescimento de 43,47%) e de 3,43% para 4,69% (crescimento de 36,58%), respectivamente.

Grupo Tam e Gol lideraram o mercado doméstico em agosto de 2012 com participação (em RPK) de 40,55% e de 34,14%, respectivamente. O Grupo Tam aumentou sua participação de mercado em 5,5% no comparativo de agosto de 2012 e agosto de 2011, tendo passado de 38,45% para 40,55%. Já a Gol teve reduzida em 12,2% a sua participação no mesmo período, tendo passado de 38,89% para 34,14%. No acumulado do período de janeiro a agosto de 2012, a participação das líderes alcançou 74%, sendo 40,08% para o Grupo Tam e 33,93% para a Gol.

Os líderes do mercado doméstico, Tam e Gol, representaram a totalidade das operações de empresas brasileiras no transporte aéreo internacional de passageiros em agosto de 2012. O Grupo Tam, com 89,83%, e Gol, com 10,17%. O Grupo Tam registrou um aumento de 0,65% na sua participação no mercado internacional de agosto de 2012 em relação ao mesmo mês de 2011. Já a participação da Gol apresentou crescimento 7,45% no mesmo período.

Taxa de Ocupação

A taxa de ocupação dos voos domésticos de passageiros (RPK/ASK) alcançou 72,83% em agosto de 2012, contra 68,65% no mesmo mês de 2011, o que representou uma recuperação de 6,09%. No período de janeiro a agosto de 2012, a taxa manteve-se praticamente estável se comparada ao mesmo período de 2011, passando de 71,08% em 2011 para 71,58% em 2012.

Nos voos internacionais de passageiros operados por empresas brasileiras (RPK/ASK), a taxa de ocupação alcançou 79,03% em agosto de 2012, contra 78,12% do mesmo mês de 2011, representando uma variação positiva de 1,17%. O melhor aproveitamento em agosto de 2012 foi alcançado pelo Grupo Tam, com 81,36%, enquanto que o desempenho da GOL foi de 63,06%.

Entre as seis empresas que apresentaram participação no mercado doméstico superior a 1% (em RPK), as maiores taxas de ocupação em agosto de 2012 foram alcançadas por Azul e Avianca, com 75,14% e 74,57%, respectivamente.

Fonte: http://www.mercadoeeventos.com.br

Por que a Avianca ainda prefere o voo solo no Brasil?

 

Avianca Brasil | Fokker 100 @ SBGR

A fusão anunciada no início desta semana entre Azul e Trip nada deve atrapalhar os planos da Avianca no mercado brasileiro. A companhia, que figurava como a quarta maior desse setor antes da união das duas empresas, vai continuar com a mesma posição e com quase 5% de market share no país.

De acordo com especialistas consultados por EXAME.com, as rotas operadas pela Azul e Trip não colidem com os caminhos por onde passam os aviões da Avianca. “Trata-se de uma companhia que hoje incomoda, ou é incomodada, pelas principais do setor, a TAM e GOL, principalmente no trecho Rio – São Paulo”, afirmou Richard Lucht, diretor da pós-graduação da ESPM SUL e vinculado ao ITA.

O fato de a companhia ser uma das únicas a não ter anunciado recentemente nenhuma aquisição ou fusão que possa fortalecer as operações por aqui não significa que a Avianca deve ficar ofuscada diante das demais companhias. “Pelo contrário, a Avianca é uma das empresas que mais crescem de maneira consistente no país”, disse Mauro Martins, especialista do setor de aviação.

Segundo ele, é importante lembrar que mesmo com uma operação pequena no Brasil, a Avianca está vinculada a um dos maiores grupos de aviação da América Sul, a Taca e figura como uma das mais importantes em outros países da região. “A operação da Avianca no Brasil é importante, mas não a principal”, afirmou Martins.

Mesmo assim, a companhia vem crescendo, ainda que a passos curtos, no mercado brasileiro e roubando mercado das duas principais desse setor. Segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), nos últimos 12 meses, a companhia foi uma das mais cresceu em oferta de assento, taxa de ocupação e participação de mercado.

Em abril de 2011, a Avianca tinha pouco mais que 2,6% de participação no mercado de aviação comercial no país. No mesmo mês deste ano, o número saltou para 4,98%. Já a taxa de ocupação é uma das maiores entre as companhias aéreas, mais de 80%. Para se ter uma ideia, as taxas de ocupação da TAM e GOL giram em torno de 70%.

Diferenciação

Mesmo pequena diante das principais desse setor, a Avianca se destaca entre as demais por oferecer serviços de bordo diferenciados e viagens mais confortáveis aos passageiros, uma vez que seus assentos são maiores e mais espaçosos, segundo os especialistas. “É esse diferencial que vem fazendo com que a Avianca avance, principalmente porque seus preços são também competitivos”, afirmou Mauro.

Ela até pode não figurar como uma das maiores do setor no país, mas é uma das únicas que ainda oferece lanche quente em suas viagens, por exemplo.Segundo Lucht, outro fator que vem colaborando para o crescimento da Avianca no mercado brasileiro é a renovação da frota. Em março, a companhia anunciou um investimento de 4 bilhões de dólares para a compra de 50 novas aeronaves para o Brasil nos próximos cinco anos. “Com aviões novos, a companhia pode ter mais oferta de assentos usando o mesmo slot”, disse.

Crescimento orgânico

Os planos de continuar a crescer organicamente no país fazem sentido, afirma Martins. Para ele, a estratégia da companhia é saudável e pode continuar a render bons resultados. “Até mesmo porque, hoje, as opções da Avianca comprar alguém ou firmar alguma parceria no Brasil estão escassas por aqui”, disse o especialista.

Enquanto boa parte das companhias está fazendo grandes operações para se consolidar no mercado de aviação no Brasil, a ambição da Avianca é um pouco menor e mais pé no chão, de acordo com os especialistas. Algo que, segundo eles, deve incomodar mais as grandes, do que a recém-criada Azul Trip. Ou ser incomodada por ela.

Fonte: Exame

Promoção Dia das Mães Avianca: passagens a partir de R$ 45 para voar em maio

 

Fokker 100 da Avianca Brasil @ SBGR

A Avianca Brasil está com uma promoção de passagens para comemorar o dia das mães com preços a partir de R$ 45 o trecho. As passagens podem ser compradas até a próxima segunda-feira, dia 7 de maio, para viagens de 6 a 20 de maio de 2012. Os preços não são arrasadores, mas pode ser uma boa oportunidade para quem planeja viajar nesses dias.

O menor preço da promoção é para bilhetes entre as cidades de Recife e Natal, que podem ser encontrados por R$ 45 o trecho. Há também opções entre Brasília e Belo Horizonte por R$ 59 ou Porto Alegre a São Paulo por R$ 75. Os mesmos preços não incluem as taxas der embarque.

Recife – Natal R$ 45

Natal – Recife R$ 75

Brasília – Belo Horizonte R$ 59

Belo Horizonte – Brasília R$ 59

Porto Alegre – São Paulo R$ 75

São Paulo – Porto Alegre R$ 75

Ilhéus – Salvador R$ 85

Salvador – Ilhéus R$ 85

Fortaleza – Juazeiro do Norte R$ 79

Juazeiro do Norte – Fortaleza R$ 99

Rio de Janeiro – Salvador R$ 109

São Paulo – Florianópolis R$ 109

Florianópolis – São Paulo R$ 109

Antes de comprar as passagens, vale conferir os preços das outras companhias, que  podem oferecer preços menores. Vale considerar, porém, que a Avianca Brasil oferece talvez o melhor serviço de bordo e entretenimento entre todas as companhias domésticas do Brasil, especialmente em seus modernos jatos Airbus. A ressalva fica por conta dos Fokker-100, que apesar de bem espaçosos são antigos. Ainda assim certamente vale optar por ela se o preço  estiver similar ao da TAM ou da GOL, que não oferecem o mesmo padrão de conforto.

Fonte: http://www.melhoresdestinos.com.br/promocao-avianca-maes.html

Crianças voam de graça na Avianca em maio

 

Avianca Brasil | Airbus A318 @ SBGR

Para comemorar o dia das Mães, a Avianca não cobrará tarifa de crianças de dois até 12 anos, desde que acompanhadas de um adulto. A promoção é válida para qualquer um dos 22 destinos cobertos pela malha aérea da companhia. “A maior alegria das mães é estar junto aos seus filhos e, atendendo a esse desejo primordial das mulheres, fortalecemos a relação com nossos clientes”, afirma o vice-presidente comercial e de Marketing da companhia, Tarcísio Gargioni.

A promoção é válida para passagens com emissão entre 26 de abril, a partir das 20h, e 2 de maio, até as 9h. O embarque pode ser feito durante todo o mês de maio. Mais informações sobre as condições da promoção: www.avianca.com.br .

Fonte: www.panrotas.com.br

 

Companhias aéreas pedem 119 dos 227 slots disponíveis em Congonhas

 

As companhias aéreas solicitaram 119 dos 227 slots (autorizações de pouso e decolagem) do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, colocados à disposição pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Todos eram para voos no final de semana – Congonhas, que é um dos aeroportos mais movimentados do País, não tem mais disponibilidade de horário para voos de segunda a sexta-feira.

Dos 125 slots disponíveis para sábado, 58 foram solicitados. Dos 102 disponíveis para domingo, houve demanda para 61. A reunião que definiu a distribuição dos slots ocorreu na sede da Anac em São Paulo e durou cerca de duas horas. Foram 59 rodadas

A empresa que solicitou o maior número de novos pousos e decolagens foi a WebJet, adquirida pela Gol no ano passado: foram 38 slots, sendo 18 deles no sábado e 20 no domingo.

Em segundo lugar ficou a própria Gol, com 32 slots, 15 no sábado e 17 no domingo. A Passaredo ficou em terceiro lugar, com 16 slots (8 no sábado e 8 no domingo), seguida pela TAM, com 15 slots (7 no sábado e 8 no domingo), a Avianca, com 14 slots (8 no sábado e 6 no domingo) e a NHT, com 4 slots (2 no sábado e 2 no domingo).

Com isso, a Passaredo será a nova empresa a oferecer voos em Congonhas. Atualmente, as seguintes companhias oferecem voos no aeroporto da capital paulista: TAM, Gol, Avianca, NHT, Pantanal (que pertence à TAM), WebJet (que pertence à Gol) e Azul.

A solicitação de um no slot não significa necessariamente que a empresa lançará um novo voo. Ela pode usar o slot, por exemplo, para oferecer uma nova conexão num voo já existente. Um exemplo: um voo que faz a rota Porto Alegre – Brasília, hoje, pode usar os novos slots para fazer uma parada em São Paulo, no aeroporto de Congonhas.

A próxima fase é a de habilitação das empresas que participaram da distribuição dos slots hoje. Pelas regras, isso ocorrerá até o dia 18 de maio, mas a Anac informou que pretende antecipar essa data, sem informar para quando. Feita a habilitação, o processo de redistribuição dos slots será submetida à diretoria da Anac para homologação do resultado.

Fonte: Agência Estado

Avianca está interessada em comprar a portuguesa TAP

Fokkers da Avianca

A Avianca estaria interessada em comprar a portuguesa TAP, segundo informações da Agência Bloomberg. Em entrevista, Fabio Villegas, presidente da companhia área brasileira, afirmou que existe o o interesse.

“Não há nada formalizado ainda, mas é claro que estamos interessados em analisar isso da perspectiva da Avianca Brasil”, disse o executivo à Bloomberg, no último fim de semana.

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, desta segunda-feira, Fernando Pinto, presidente da TAP que existem muitos grupos interessados na operação, inclusive no Brasil.

Segundo Pinto, até o fim do ano um parceiro para comprar a companhia aérea será definido. “Portugal está muito voltado ao Brasil. Não tenho dúvida que o governo veria com bons olhos alguns investimentos vindos daqui”, disse o executivo ao Estadão.

Desde o ano passado, o governo português optou pela privatização da TAP a fim de levantar recursos para amenizar os impactos da crise financeira que assolara o mercado europeu. A perspectiva é que toda a companhia seja vendida.

Fonte: Aquisições & Fusões – EXAME.com

Avianca lança cardápio vegetariano no serviço de bordo

 

Fokker 100 da Avianca Brasil @ SBGR

A partir de agora, os clientes da Avianca poderão solicitar refeições vegetarianas no momento da compra da passagem. As refeições servidas serão “lacto-ovo-vegetarianas”, ou seja, compostas de todos os ingredientes da alimentação comum, exceto carnes de qualquer espécie. Vegetais, frutas frescas e legumes, por exemplo, também fazem parte deste cardápio.

Para aproveitar esse serviço especial, o cliente deve solicitar à central de reservas pelo telefone 4004-4040 ou pelo site http://www.avianca.com.br no momento da compra, respeitando-se o prazo de 48 horas de antecedência. A opção, porém, é restrita a voos com mais de 60 minutos de duração.

Essa nova opção é mais uma iniciativa da Avianca para tornar a experiência de voo dos clientes melhor. Renato Aranha, diretor de serviços da empresa, ressalta outras ações, como o procedimento de embarque por grupos que teve tempo reduzido de 20 a 30%%. Segundo ele, outras ações serão implementadas para aperfeiçoar o tempo de solo das aeronaves e contribuir para a eficiência operacional da empresa.

Fonte: www.mercadoeeventos.com.br