Imagem: Boeing 767 da TAM Cargo

Confira como ficou a primeiro avião da TAM Cargo, nova identidade da ABSA.

Boeing 767-300F da TAM Cargo

Anúncios

Infraero investirá R$ 300 milhões em logística de cargas

 

Até o final deste ano a expectativa é que a Rede de Terminais de Logística de Carga da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) movimente 3,4 milhões de toneladas de carga, entre produtos importados, exportados, cargas courier e nacional.

Como foco nesse crescimento, a Infraero vai investir na operacionalidade da Rede Taca e colocrá em prática seu plano de investimentos 2012 – 2016 que prevê ampliações e modernização de áreas de armazenagem.

Para atender à demanda de clientes, os aeroportos brasileiros vão receber cerca de RS 300 milhões em quatro anos.

Desse montante, aproximadamente R$ 160 milhões são provenientes do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo federal.

De acordo com a Superintendência de Logística de Carga da Infraero, esse aporte vai proporcionar a execução de obras de reforma, ampliação e construção de terminais, além da aquisição de novos equipamentos que irão garantir agilidade na prestação de serviços.

“Com esse plano de investimento, pretendemos elevar os padrõs de qualidade dos serviços prestados aos nossos clientes. Estamos também empenhados em garantir que a capacidade dos armazéns atenda à demanda com segurança e excelência operacional”, afirma o superintendente Ednaldo Santos.

Obras:

Entre as grandes obras, estão previstas a construção dos novos complexos logístios de Vitória (ES) e Porto Alegre (RS), e a revitalização do Teca Exportação do Galeão (RJ).

Na lista dos terminais que terão sua caácidade logística e de armazenamento ampliada estão o de Curitiba (PR), que ganhará mais de 5 mil metros quadrados de área até o final deste ano; e o de Salvador (BA) que passará por reforma e expansão também este ano.

Para 2013, a está programada a entrega do segundo terminal de carga e um estacionamente de caminhões em Goiânia (GO), enquanto em 2014 serão entregues as obras de reforma e ampliação do Teca de Navegantes (SC).

Fonte: http://www.viracopos…stica-de-cargas

Emirates SkyCargo reforça operação entre Campinas e Dubai

Boeing 777F da Emirates SkyCargo

A Emirates SkyCargo, divisão de cargas da Emirates Airline, reforçou sua operação entre Campinas (Viracopos) e Dubai ao implantar na rota a aeronave mais nova de sua frota, o Boeing 777F. A empresa recebeu o avião em agosto e o trouxe para servir São Paulo, que também foi beneficiado pela SkyCargo com o lançamento, em setembro, da terceira frequência semanal para Campinas.

Com capacidade para transportar até 103 toneladas e motores General Electric de última tecnologia, o Boeing 777F proporciona maior flexibilidade e consome 18% menos combustível do que qualquer outro cargueiro em operação. “O B777F é o mais moderno e tecnologicamente avançado cargueiro em operação. Nossos clientes podem mais do que nunca contar com os serviços e produtos de classe mundial da SkyCargo”, afirmou Dener Souza, gerente de carga para a América do Sul. “Continuamos a investir em tecnologia para aumentar a satisfação dos clientes.” Segundo Souza, outro B777F será adicionado à frota da empresa ainda neste ano fiscal, elevando para nove o número total.

Para Sérgio Cavaggioni, diretor operacional da Dietrich Logística, cliente da SkyCargo desde que a empresa começou a operação no Brasil, a entrega rápida da carga é a chave do negócio. “Trabalhamos com produtos da indústria automotiva, e eficiência e velocidade no transporte é vital para o funcionamento das linhas de produção na Alemanha”, disse Cavaggioni. “Temos confiança nos equipamentos da SkyCargo e nas conexões pontuais a partir de Dubai.”

O novo cargueiro e as freqüências adicionais, bem como o lançamento da rota de passageiros para o Rio de Janeiro, em janeiro de 2012, reforça o compromisso da Emirates SkyCargo com o mercado e a movimentada rota comercial entre Brasil e Emirados Árabes Unidos. Segundo a Câmara de Comércio Árabe Brasileira, as exportações brasileiras para países do Oriente Médio somaram US$ 6,41 bilhões no primeiro semestre de 2011, representando um crescimento de 33% em relação ao mesmo período do ano passado.

Fonte: www.mercadoeeventos.com.br

Rapidinhas…

TAM terá mais uma frequência entre São Paulo e Florianópolis

A TAM inicia em 3 de outubro mais um voo entre São Paulo e Florianópolis. Com essa nova opção, a companhia ampliará de quatro para cinco os voos diários operados entre as cidades, reforçando a oferta de assentos e ampliando as opções de horários para os passageiros que viajam de e para esses destinos.  O voo JJ3115 partirá de Congonhas, em São Paulo, às 11h50 e chegará ao Aeroporto Internacional Hercílio Luz, em Florianópolis, às 13h07. Já o percurso inverso será realizado pelo voo JJ 3114, que decolará da capital catarinense às 13h42 e pousará em Congonhas às 14h56.

 

Azul terá voos extras em outubro para Curitiba

A Azul Linhas Aéreas terá voo extras em outubro do Aeroporto Internacional de Viracopos em Campinas, São Paulo, para o Aeroporto Internacional Afonso Pena de Curitiba, no Paraná. A cidade ganha nova frequência extra entre os dias 10 e 22 de outubro, exceto nos dias 12 e 16. As passagens já encontram-se para compra a partir de R$89,90 o trecho. O valor é válido por trecho e está sujeito à disponibilidade de assentos. O pagamento pode ser parcelado em até dez vezes no cartão de crédito.

 

China Airlines torna-se 15° membro da aliança SkyTeam

Boeing 747-400 da China Airlines

Em cerimônia realizada em Taiwan ontem, a China Airlines foi oficialmente aceita como 15a companhia aérea membro da SkyTeam. Chag Chia Juch, presidente da China Airlines, comemorou o fato e revelou que juntar-se à SkyTeam é um aspecto importantíssimo na estratégia da empresa que visa o crescimento internacional e aumento de rentabilidade. O executivo também fez questão que de ressaltar que por se tornar membro da SkyTeam, os clientes corporativos da China Airlines serão beneficiados pela ampla malha dos novos parceiros da aliança na China continental.

 

Avianca encomenda quatro cargueiros A330F para Tampa

A companhia aérea colombiana Avianca encomendou quatro cargueiros Airbus A330-200F. Os jatos serão operados pela Tampa, subsidária que pertence ao grupo AviancaTaca. Em nota publicada pela Airbus, a construtora afirma que os novos cargueiros vão substituir a atual frota da empresa colombiana e serão utilizados para acelerar os planos de expansão internacional da Tampa. A Avianca vai anunciar a motorização dos novos A330F em breve. Com o anúncio da encomenda, a Tampa se tornará a primeira operadora da versão cargueira do Airbus A330 na América Latina.

FedEx prevê mais desaceleração pela frente

Airbus A300F da FedEx

Uma fraca demanda nos Estados Unidos e na Europa por eletrônicos feitos na China puxou para baixo os volumes de carga aérea internacional, num gritante exemplo do enfraquecimento do comércio global.

A FedEx Corp. divulgou uma alta no lucro de seu primeiro trimestre fiscal, mas a maior transportadora de cargas aéreas do mundo reduziu a previsão de lucros para o ano para ajustar-se à demanda mais fraca que o presidente da empresa, Fred Smith, atribuiu à desaceleração das vendas de eletrônicos produzidos na Ásia.

“O consumidor simplesmente perdeu o apetite” para gastar, disse Smith durante uma teleconferência depois da divulgação do balancete. Como resultado, acrescentou, “prevemos que não haverá um pico significativo [na alta temporada de envios] este ano”.

A desaceleração se estende aos fabricantes de peças automotivas e industriais, de confecções mais caras e de alimentos perecíveis que costumam lotar os porões dos aviões da FedEx e de rivais como a United Parcel Service Inc. e a Cathay Pacific Airways Ltd.

O Aeroporto Internacional de Hong Kong, que tem a maior a operação de carga aérea do mundo, teve queda de 11% nas exportações em agosto em comparação com um ano antes; Japão e Taiwan também sofreram declínios de dois dígitos.

A Associação Internacional de Transporte Aéreo, entidade setorial conhecida como Iata, advertiu esta semana que o mercado de carga aérea não poderá se recuperar até meados de 2012.

A tendência tem sido mais evidente na divisão internacional de entregas expressas da FedEx, onde o volume caiu 4% no primeiro trimestre fiscal depois de ter subido 6% no trimestre anterior e 10% no ano fiscal mais recente.

A FedEx, com sede em Memphis, informou que seu lucro, em comparação com um ano atrás, aumentou 22%, para US$ 464 milhões, no primeiro trimestre fiscal, que terminou em 31 de agosto. O faturamento aumentou 11%, para US$ 10,5 bilhões. Mas a empresa reduziu sua previsão de lucro para o ano inteiro em meio a expectativas de que o crescimento econômico tende a desacelerar-se.

A companhia também rebaixou sua previsão de crescimento do produto interno bruto dos EUA este ano, de 2,5% para 1,8%

Fonte: http://online.wsj.com/search/term.html?KEYWORDS=BOB+SECHLER&bylinesearch=true